,

Cheiro de sexo


“Teresa voltou para casa mais ou menos a uma e meia da manhã, foi ao banheiro, enfiou um pijama e deitou-se ao lado de Tomas. Ele dormia. Inclinada sobre seu rosto, na hora de aproximar os lábios, sentiu em seus cabelos um cheiro estranho. Mergulhou longamente as narinas. Ficou cheirando-o como um cachorro e acabou compreendendo: era um cheiro feminino, cheiro de sexo.” 



Trecho do livro "A insustentável leveza do ser"

6 comentários:

  1. Nada é mais delicioso que o cheiro a sexo...

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delicia, desperta mais ainda. Fico em brasa.

      Bju

      Excluir
    2. Anônimo20:05:00

      Eu quero vc

      Excluir
  2. "Tereza encontra-se de pé atrás do balcão do bar e os clientes a quem serve bebidas passam o tempo a meter-se com ela. Ser-lhe-á desagradável ...? de forma nenhuma " :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A insustentável leveza do ser" - Um dos melhores livros que li na minha vida, nunca esqueci.

      Bju

      Excluir


Obrigada por chegar até aqui. Seu comentário será valioso para que eu receba através dele, a sua opinião, prova da nossa interação.

Este espaço aborda o erotismo e assuntos relacionados com a sexualidade, mas, não explora a pornografia.

Comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos serão deletados, aqui prevalece a ética e o bom senso dos leitores.
Um beijo