, , , , ,

Sobre o clitóris e o orgasmo

Clitóris
Na verdade, o chamado “orgasmo vaginal” é sentido na parte interna, mas ainda é obtido estimulando-se o clitóris.

Não existe "orgasmo vaginal"

Não há um  "Ponto G" 

.

Hipócrates, (460 a.C.-377 a C.) o pai da medicina, achava que as mulheres  tinham esperma e que elas precisavam ter orgasmos para reproduzir e para tanto que se tentasse o clitóris e essa teoria teve uma idade longa.

Assim na idade média, apesar da desconfiança da igreja, quanto a tudo ligado ao prazer, os médicos propunham tratamentos inesperados.
.
A receita para que a mulher engravidasse era a seguinte:

—"Lubrifique o dedo com óleo perfumado, e friccione a vulva com movimentos circulares.’’

Segundo dois escritores da época Boccaccio e Chaucer, o apetite sexual das mulheres era bem maiores do que a dos homens.
De Roma a Londres os homens eram "lógicos", e as mulheres eram "lúbricas".

Sigmund Freud - o pai da psicanálise não entendia sobre a sexualidade da mulher e nem da sua anatomia genital
A teoria freudiana sobre a sexualidade sempre foi uma pedra no sapato da psicanálise

"Afinal o que querem as mulheres?"

Como se faltasse algo a mulher Freud dizia: "A menina é diferente do rapaz, sendo inferior a este, privada como está desse pênis que lhe falta, de que tem "inveja" e de que não encontra senão um pálido sucedâneo no clitóris".

Ou então:"Uma mulher de verdade é capaz de transferir seus orgasmos do clitóris para a vagina".

Freud desenvolveu teorias poderosas e passou a explicar todo e qualquer fenômeno com base nelas. Ele errou redondamente sobre o futuro do mundo em que viveu.
Pois então hoje sabe-se que Sigmund Freud viveu de hipóteses e mesmo assim acertou poucas, principalmente no que toca as mulheres. Ele nem sabia do verdadeiro poder do clitóris e certamente nunca conseguiu um orgasmo de suas mulheres, mas, hoje muitas coisas foram desvendadas pela ciência e sobretudo pelas próprias  mulheres pois ninguém como elas conhecem seu corpo.
Aqui, uma semente do pêssego simbolizando o  clitóris
"Amor Veneris, vel Dulcedo Appelletur" Ronaldo Columbus
O documentário inédito [veja no vídeo] “Clitóris, Prazer Proibido” explora o órgão cuja única função é proporcionar prazer às mulheres. Médicos, educadores sexuais, estudiosos do comportamento e mulheres em geral dão depoimentos sobre o tema.
Por séculos, o clitóris conseguiu a façanha de aparecer e desaparecer diversas vezes.
O primeiro anatomista a fazer referência a essa parte do corpo feminino foi Ronaldo Columbus, em 1559, quando o descreveu como a “cidade do amor”. “É um órgão lindo e muito útil - Amor Veneris”.
O clitóris é maior do que se pensa, e está ligado a todo orgasmo feminino
O filósofo francês René Descartes, 100 anos depois, achou que tivesse feito a descoberta. Para ele, sem o prazer clitoriano, as mulheres não se submeteriam à maternidade. Mas depois disso, o clitóris caiu no esquecimento por muitos anos, até que em 1884, George Cobald publicou uma série de desenhos que não poderiam mais ser negligenciados pela ciência.
Uma das entrevistadas no documentário é a médica Helen O´Connell, pesquisadora de Melbourne considerada uma das especialistas em clitóris. Ela explica o funcionamento do órgão e afirma que não há um "Ponto G". Segundo a entrevistada, o clitóris é maior do que se pensa, e está ligado a todo orgasmo feminino.
.
O clitóris é a única parte do corpo cuja função exclusiva é proporcionar prazer. É estranho as mulheres acharem que sua sexualidade é mais restrita que os homens, pois o clitóris está lá só para proporcionar prazer.
.

7 comentários:

  1. Minha querida Amante, foi transmissão de pensamento, sim. Estive para vir aqui há momentos e comentar aproveitando para referenciar que tinha post novo. Você se antecipou, rs

    Felizmente, para nós homens e para vcs mulheres, 98% são eminentemente clitorianas. Conheço 1 ou 2 mulheres que são vaginianas puras, como tal, ausentes de prazer na região clitoriana e que nem acham graça nenhuma ao 'cunillingus', pode ?

    Enfim, cada caso é um caso ...

    Beijo (não clitoriano) sim, esse deixo para o seu parceiro, kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ► JOTA ENE ◄

      É sempre um prazer recebê-lo aqui e penso até que estávamos no momento da leitura, cada um no sitio do outro, que ótimo.
      Sim, somos clitorianas e nosso orgasmo é sentido por toda extensão vaginal o que faz com que possamos vibrar com a penetração do homem no momento do orgasmo. O pênis completa o prazer e o torna mais intenso.
      Quanto as suas amigas que tem orgasmo vaginal, tenho cá minhas dúvidas, visto que as terminações nervosas da vagina não são suficientes para provocar um orgasmo por si só. Podes crer que lá no fundo, encostado está o clitóris refletindo e agindo nem que seja indiretamente.
      Mas, como você disse: cada caso é um caso, nem que seja na parte anatômica então, pode haver exceções.

      Um beijo clitoriano sempre é delicioso quando feito por um sabedor nessa atividade. Que venha rsrsr


      Excluir
  2. Anônimo09:59:00

    Its such as you read my thoughts! You appear to understand so much approximately this, such as you wrote
    the guide in it or something. I feel that
    you just can do with a few % to power the message house a bit,
    but instead of that, this is magnificent blog. A great read.
    I'll definitely be back.

    my blog post :: xtrasize opinioes

    ResponderExcluir
  3. Belo post...

    Saudade de vc tb... vc tb anda sumida...

    Adorei a nova cara do blog...

    Beijos e lambidassssssss

    HOT SPOT

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:12:00

    It's an remarkable article in favor of all the web users;
    they will obtain benefit from it I am sure.

    Here is my web blog ... agrandir son pénis

    ResponderExcluir
  5. Excelente dissertação, preciso de mostrar este tópico à minha cara-mtade. Beijos !

    ResponderExcluir
  6. Ela começou tremer toda parecia que estava tomando chock,apertava o corpo com as mãos e gemia kkkk pena que foi imaginação,as evangelicas molham mais facil

    ResponderExcluir


Obrigada por chegar até aqui. Seu comentário será valioso para que eu receba através dele, a sua opinião, prova da nossa interação.

Este espaço aborda o erotismo e assuntos relacionados com a sexualidade, mas, não explora a pornografia.

Comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos serão deletados, aqui prevalece a ética e o bom senso dos leitores.
Um beijo