, ,

Vadiagem;

.
.
.






Eu tenho medo de te encontrar no corredor e não resistir, abrir minha blusa, conduzir tuas mãos, encaixar tua boca em meus seios, levantar a saia, mostrar minha renda, desfiar a meia, perder a linha, aparecer nua em teu escritório, portfólio, carne perdida em teu menu.
Porque sou feita de urgências, a decência me falta, a inocência raramente me alcança.
É que eu quero beijos, danças de línguas, língua na nuca.
E eu não me detenho, contenho, essa vadiagem me invade, chegou comigo, não quer me dar paz.
Por isso venha aqui homem!
Com o sexo apontado pra mim, disposto a me invadir sem questionar, disposto a me fazer ver estrelas.


11 comentários:

  1. Adorei!

    Uma loucura de poema, mas uma loucura muito boa!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Uhauuu!! Que lindo seu post, viu? Maravilhoso...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Querida,

    Obrigada pelo carinho. Estou linkada com meu outro blog, mas vim aqui te visitar, adorei e já estou seguindo!
    Voltarei com mais calma....saborear cada palavra exposta aqui viu?

    Bjos no seu coração...!

    ResponderExcluir
  4. Haha!
    Quem não gosta?!

    Reforcinho POSITIVO:

    POST sim, post tudo o que você tiver vontade! Com ou sem comentários, se vão achar legal ou não! O BLoG É SEU! Não deprima... você é arte! 'Faz parte do SEU show'.. meu amor!

    ResponderExcluir
  5. Sempre bela, intensa, sensual, excitante!!!

    Beijos, querida!
    AL

    ResponderExcluir
  6. “Quem um dia irá dizer
    Que não existe razão
    Nas coisas feitas pelo coração?
    E quem irá dizer
    Que não existe razão?”
    Legião Urbana
    Disse!
    BJSSS
    LEO
    Boa semana procê!

    ResponderExcluir
  7. Lindo isso!!! Bjs lindona e um belo domingo pra ti...

    ResponderExcluir
  8. muito lindo ;)

    bj doce

    ResponderExcluir
  9. Show de post. Se precisar de mim amiga, para alguma dica ou ajuda, pode contar. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga,

    Sua página é sempre um estímulo!!

    DEIXO P/ VC:

    "Amor — pois que é palavra essencial

    Amor — pois que é palavra essencial
    comece esta canção e tudo a envolva.
    Amor guie o meu verso, e enquanto o guia,
    Reúna alma e desejo, membro e vulva.

    Quem ousará dizer que ele é só alma?
    Quem não sente no corpo a alma a expandir-se
    até desabrochar em puro grito
    de orgasmo, num instante de infinito?

    O corpo noutro corpo entrelaçado,
    Fundido, dissolvido, volta à origem
    Dos seres, que Platão viu contemplados:
    é um, perfeito em dois; são dois em um.

    Integração na cama ou já no cosmo?
    Onde termina o quarto e chega aos astros?
    Que força em nossos flancos nos transporta
    a essa extrema região, etérea, eterna?

    Ao delicioso toque do clitóris,
    já tudo se transforma, num relâmpago.
    Em pequenino ponto desse corpo,
    a fonte, o fogo, o mel se concentram.

    Vai a penetração rompendo nuvens
    e devassando sóis tão fulgurantes
    que nunca a vista humana os suportara
    mas, varado de luz, o coito segue.

    E prossegue e se espraia de tal sorte
    que, além de nós, além da própria vida,
    como ativa abstração que se faz carne,
    a idéia de gozar está gozando.

    E num sofrer de gozo entre palavras,
    menos que isto, sons, arquejos, ais,
    um só espasmo em nós atinge o clímax:
    é quando o amor morre de amor, divino.

    Quantas vezes morremos um no outro,
    no úmido subterrâneo da vagina,
    nessa morte mais suave do que o sono:
    a pausa dos sentidos, satisfeita.

    Então a paz se instaura. A paz dos deuses,
    estendidos na cama, qual estátuas
    vestidas de suor, agradecendo
    o que a um deus acrescenta o amor terrestre."
    (Carlos Drummond de Andrade)

    UM FORTE ABRAÇO!!

    ResponderExcluir
  11. Amiga, adorei a visita e seu cantinho tbm é show. O comentario que vc fez foi nota 10. Na hora certa vou publica-lo como post! Posso??? Passa la e me diz. Bjsss

    ResponderExcluir


Obrigada por chegar até aqui. Seu comentário será valioso para que eu receba através dele, a sua opinião, prova da nossa interação.

Este espaço aborda o erotismo e assuntos relacionados com a sexualidade, mas, não explora a pornografia.

Comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos serão deletados, aqui prevalece a ética e o bom senso dos leitores.
Um beijo