,

Modo de amar


Modo de amar – II

Por-me-ás de borco,
assim inclinada...

a nuca a descoberto,
o corpo em movimento...

a testa a tocar
a almofada,
que os cabelos afloram,
tempo a tempo...

Por-me-ás de borco;
Digo:ajoelhada...

as pernas longas
firmadas no lençol...

e não há nada, meu amor,
já nada, que não façamos como quem consome...

(Por-me-ás de borco,assim inclinada...
os meus seios pendentes
nas tuas mãos fechadas.)

Maria Teresa Horta




Maria Teresa Horta nasceu em Lisboa, a 20 de Maio de 1937. Depois de ter freqüentado a Faculdade de Letras, ingressou no jornalismo, tendo sido coordenadora, durante três anos, do suplemento “Literatura e Arte”, do jornal A Capital.
A sua obra encontra-se marcada por uma forte tendência de experimentação e exploração das potencialidades da linguagem, numa escrita impetuosa e frequentemente sensual. Uma doce mulher com versos mais doces ainda…

3 comentários:

  1. Que doçura mais caliente!!! Adorei!!! E maria Tereza nasceu em 1937 uauuu!!! Muito vanguarda para sua época!!! Uma mulher desbravadora no sentir volúpia e tesão.

    Parabéns pelo post!!!

    Tenha um lindo final de semana!!!

    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  2. Borco? Caraca, essa é nova.

    Mais ao ler o texto, antes mesmo de ler a biografia da autora, eu pensei que ela estivesse relatando experiências próprias, porque ela falou com tanta paixão sobre o pôr-se de joelhos, que eu pensei ser essa a posição preferida dela na hora do sexo e ela quis eternizar em versos. Imagino que ela deva ser bem experimentalísta.

    E como a Loba aí em cima falou, ela era muito vanguardísta para a época dela. Uma mulher que também teve essa visão do mundo foi Kiki de Montparnasse, e essa teve um fim triste. Conheces?

    Beijão minha deliciosa Amante.

    ResponderExcluir
  3. BJSSS
    Boa semana!
    LEO
    Contra a homofobia: defenda a cidadania!
    www.seximaginarium.blogspot.com

    ResponderExcluir


Obrigada por chegar até aqui. Seu comentário será valioso para que eu receba através dele, a sua opinião, prova da nossa interação.

Este espaço aborda o erotismo e assuntos relacionados com a sexualidade, mas, não explora a pornografia.

Comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos serão deletados, aqui prevalece a ética e o bom senso dos leitores.
Um beijo