, , , , ,

Prazeres

Ele conduziu-me pelo corredor e entramos em seu quarto de hotel, fechando a porta com o ombro ao mesmo tempo em que me agarrava num abraço louco, suas mãos descendo pela cintura abaixando minha saia até os joelhos apertando minha bunda puxando-me para si e em seguida tocou minha buceta enquanto alisava e apertava meu bumbum com a outra correndo pelo meu corpo parecendo possuir mil tentáculos a contornar-me. Parecia que tudo rodava na minha cabeça. Um desejo incomum tomou conta de mim eu estava loucamente dominada pelo tesão, o gosto dos seus beijos e o calor do seu corpo bonito e cheiroso.

Comecei a mordiscar seu pescoço enquanto desabotoava sua camisa descendo minha boca até seus mamilos, pois adoro chupá-los, é uma das minhas taras.
Seu pau estava duro e pulsando em minha barriga (ele era bem mais alto que eu).

Parou um pouco como se para olhar-me sem a saia e com a calcinha descida, então ele foi se ajoelhando aos meus pés e começou a passar a língua na minha xana de baixo para cima, virou-me de costas lambendo e chupando meu cuzinho - tudo era como se fosse um banquete que ele saboreava. Abaixei-me e ficamos lado a lado no mesmo nível, fui entrando com a mão por dentro de sua cueca enquanto abocanhava seu pau e o fiz sumir engolindo e sugando, sugando aquele sabor da cabeça do seu pau duro.

Em seguida ele colocou-me de 4 e começou novamente a chupar acertando em cheio meu clitóris passando a língua nele de um lado a outro e eu morta de tesão e vontade de tê-lo dentro de mim, gozar com ele de qualquer forma que até me esqueci da sua proposta em fazer-me gozar na sua boca, talvez pelo fato dele ter mudado o ritmo do movimento com a língua e também por que meu desejo era muito ardente pelo seu delicioso pau no momento. Eu queria era fuder mesmo.

Já estávamos nus, ele ficou de costas e deitei-me sobre ele montando em seu corpo cara a cara sentada e comecei a rebolar do meu jeito e acho que perdi o tempo nessa posição, meu corpo transpirava. Deslizávamos no nosso suor e olhando-me nos olhos ele dizia: «vem minha delícia safada, engole esse pau que é todo seu, para sua tesão. Goza quando quiser, não tenha pressa, quero ver você gozando para depois eu soltar meu leitinho nessa sua buceta que está pegando fogo minha putinha».
.Nunca me caiu tão bem aquela frase que foi literalmente expressa.
Foi quando comecei a gozar, mexendo, mexendo, minha buceta se contraiu desencadeando em contrações violentas de prazer num gozo imenso infinito, ele por baixo me socava com movimentos no quadril e num gemido de prazer e alívio disse:"ahhh agora eu vou cachorrinha" e segurou-me pelos pulsos mudando de posição, ficando por cima prendendo-me no colchão de modo que fiquei sem reação com minhas mãos atadas pelas suas e ele socava, socava o pau dentro de mim profundamente até que senti sua porra jorrando quente até o útero, eu já não conseguia parar de fuder aquele macho delicioso e inesperadamente comecei ter outro orgasmo quando nem bem havia terminado o primeiro.

Jogados na cama ficamos em silencio por alguns momentos e nossa respiração foi aos poucos tomando o ritmo normal.
Aí bateu-me o cansaço da viagem e do dia, eu teria também que enfrentar o problema de adaptação do fuso horário, precisava descansar, mas não queria deixá-lo se, estava tão bom e após uma rápida ducha nos vestimos e saímos até meu hotel que era próximo, trocamos telefone na promessa de nos ver novamente o mais rápido possível.
Não sei se haverá mais um amanhã para nós mas, o que for será. Que foi muito prazeroso e gratificante estar com ele, foi. Valeu a pena, a vida é feita de momentos felizes e devemos vivê-los intensamente mesmo que seja um dia de cada vez.

E amanhã é outro dia: time is money.

Leia também a noite em que apanhei na bunda de um macho muiiito gostoso. Apanhado da bunda
Amante

0 comments:

Postar um comentário


Obrigada por chegar até aqui. Seu comentário será valioso para que eu receba através dele, a sua opinião, prova da nossa interação.

Este espaço aborda o erotismo e assuntos relacionados com a sexualidade, mas, não explora a pornografia.

Comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos serão deletados, aqui prevalece a ética e o bom senso dos leitores.
Um beijo